Dieta Fadiga Crônica: 12 Hacks

12 cortes de dieta para reduzir a fadiga crônica

A fadiga crônica está muito longe do cansaço de “eu preciso de outra xícara de café”. É uma condição debilitante que pode afetar sua vida inteira.

Até o momento, não houve grandes estudos sobre os efeitos da dieta na síndrome da fadiga crônica (SFC). No entanto, Jose Montoya, MD, professor de medicina e especialista na clínica de fadiga crônica de Stanford, afirmou que a dieta parece afetar a fadiga crônica.

“O SFC pode ser potencialmente afetado pela dieta, mas sabemos muito pouco sobre o que poderia funcionar especificamente para todos”, disse Montoya. “Sabemos que, para alguns, certos alimentos pioram ou melhoram seus sintomas e que as pessoas devem prestar atenção naqueles.”

Enquanto mais pesquisas ainda precisam ser feitas, há muitas coisas que você pode fazer para ajudar a aumentar a energia e garantir uma dieta saudável e balanceada. Aqui estão 12 truques de dieta para experimentar.

1. Resíduos de alimentos inflamatórios

Como a inflamação parece desempenhar um papel na fadiga crônica, Montoya recomenda a tentativa de uma dieta anti-inflamatória ou a adição de alimentos anti-inflamatórios, como peixe e azeite de oliva. Tente limitar alimentos inflamatórios como açúcar, frituras e carne processada.

2. Mantenha-se hidratado

Embora beber mais água não seja uma cura para a fadiga crônica, ainda é importante. A desidratação é conhecida por piorar a fadiga. Manter-se hidratado é importante para melhorar ou manter a saúde.

3. Mantenha um diário alimentar e de sintomas

Um diário alimentar é uma ótima maneira de descobrir alimentos que melhoram ou pioram seus sintomas. Também é útil ter um registro de como você se sentiu dia a dia para compartilhar com seu médico. Acompanhe como você se sente e o que comeu todos os dias para encontrar padrões. Como 35% a 90% das pessoas com fadiga crônica apresentam sintomas associados à síndrome do intestino irritável, é importante prestar atenção especial a qualquer problema ou desconforto no estômago.

4. Não pare com isso

É tentador cortar tudo que você pode em face de uma doença nebulosa e implacável como fadiga crônica, mas não há evidências de que uma dieta altamente restritiva melhore os sintomas. Converse com seu médico antes de eliminar qualquer alimento de sua dieta para evitar sobrecarregar seu corpo e cortar nutrientes importantes. Apenas tente uma dieta de eliminação se o seu médico e nutricionista acharem que é certo para você.

5. Mas experimente sua dieta

Share on Pinterest

Alguns alimentos podem fazer você se sentir melhor ou pior. Por exemplo, alguns dos pacientes de Montoya notaram melhorias após a remoção do glúten ou alimentos ricos em carboidratos de suas dietas, enquanto outros não observaram nenhum efeito. Como não há uma dieta padrão para a SFC, talvez valha a pena experimentar sua dieta para descobrir o que faz você se sentir melhor.

É melhor trabalhar com seu nutricionista ou médico para adaptar um plano alimentar às suas necessidades específicas. Você pode começar por conta própria, prestando atenção em como os alimentos específicos fazem você se sentir.

“Com a fadiga crônica, é importante ouvir o seu corpo e ver como você se sente”, disse Leah Groppo, RD, CDE da Stanford Health Care. Isto é especialmente importante se você acha que certos alimentos podem estar agravando seus sintomas ou se você está planejando fazer alguma mudança em sua dieta.

Se você quer tentar algo novo, Groppo recomenda fazer pequenas mudanças, como adicionando mais vegetais ao seu jantar a cada noite. Fique com ele por um mês inteiro antes de decidir se a mudança melhorou seus sintomas ou não. Também será mais provável que você mantenha hábitos mais saudáveis ​​a longo prazo, se os apresentar lentamente.

6. Limite sua ingestão de cafeína

A cafeína parece ser uma ótima maneira de melhorar sua energia, mas vem com consequências. A cafeína pode lhe dar uma falsa sensação de energia e levá-lo a exagerar, de acordo com Montoya. Um pouco de cafeína pode ser bom para algumas pessoas. Apenas tome cuidado para não exagerar e certifique-se de que sua ingestão não afeta seu sono.

7. Tente refeições menores e mais frequentes

Muitas pessoas com fadiga crônica geralmente se sentem cansadas demais para comer ou não sentem fome. Se você está perdendo peso ou se esforçando para comer o suficiente durante o dia, a Groppo recomenda experimentar refeições menores com mais frequência ou adicionar pequenos lanches entre cada refeição. Comer com mais frequência pode ajudar a manter sua energia. Porções menores podem ser mais fáceis de tolerar também.

8. Preste atenção ao açúcar

O açúcar também pode aumentar sua energia temporariamente, mas a colisão depois pode aumentar o cansaço. Em vez de procurar alimentos com açúcar refinado, Groppo sugere comer alimentos naturalmente doces com um pouco de proteína para ajudar a equilibrar os níveis de açúcar e energia no sangue. Bagas com iogurte puro sem açúcar é uma ótima opção.

9. Vá em all in veggies

Compartilhe no Pinterest

Encha-se de veggies nonstarchy. Tente incluir vegetais de todas as cores ao longo do dia para obter seus nutrientes e benefícios exclusivos. Vegetais vermelhos, por exemplo, estão cheios de fitonutrientes que agem como antioxidantes e ajudam a reduzir a inflamação. Os vegetais amarelos contêm importantes vitaminas e minerais, como as vitaminas A, C e B6.

10. Ignorar alimentos altamente processados ​​

Os alimentos altamente processados ​​normalmente têm menos nutrientes que os alimentos integrais. É importante carregar as plantas, como leguminosas, frutas, verduras e grãos integrais, para atender às necessidades do seu corpo.

Não sabe o que comer? A Groppo recomenda aderir a alimentos que são “o mais parecido com o possível da Mãe Natureza”. Escolha milho estufado em vez de flocos de milho ou arroz integral em vez de macarrão, por exemplo.

11. Cubra com gordura saudável

Uma pitada de nozes, algumas fatias de abacate, um par de onças de truta: pode ser fácil adicionar gorduras saudáveis ​​como ácidos graxos ômega-3 ao longo do dia. As gorduras saudáveis ​​são importantes para a saúde do cérebro e do coração e também podem ajudar a reduzir a inflamação.

12. Plano de refeições e preparação quando você puder

Uma das melhores maneiras de garantir uma dieta nutritiva é preparar refeições e preparar refeições com antecedência. Nos dias em que você tiver mais energia, planeje o que vai comer pelo resto da semana e prepare os ingredientes básicos ou cozinhe as refeições durante todo o tempo. Suas refeições estarão prontas para ir. Você não precisa se preocupar com o que vai comer em um determinado dia. Melhor ainda: peça a alguém para ajudá-lo, para que você possa fazer mais sem se esgotar.

Linha de fundo

Todos nos disseram que o que você come afeta como você se sente. Isso não é menos verdade com fadiga crônica. Embora não haja dietas específicas para a fadiga crônica, uma dieta equilibrada e saudável pode ser uma parte fundamental do seu plano de tratamento. Apenas certifique-se de sempre conversar com seu médico e nutricionista antes de fazer mudanças substanciais em sua dieta ou adicionar suplementos.